A MUSICA QUE NOS ENCHE O CORAÇÃO

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

DEIXA PASSAR

À saída do tribunal, o motorista de Pinto da Costa (também arguido, que o Presidente do FC Porto só trabalha com pessoas de confiança) atropelou um jornalista. Pondo as coisas de forma mais correta: um fotógrafo tentou travar com o corpo a passagem de um grande líder. Como já foi explicado pela SAD do Porto, no carro apenas se sentiu o "pequeno e usual contacto" destas situações. O que é absolutamente normal. No Porto havia até um guarda que era especialista em contactos usuais, uns pequenos e outros nem por isso. Ainda assim, quem nunca abalroou uma pessoa sem dar por isso que atire a primeira pedra.

Um polícia ensandecido teve o desplante de mandar parar, com o seu impertinente apito (que não era seguramente dourado), o carro de Sua Excelência Pinto da Costa. Apesar de todos termos podido ouvir o sonoro apito na televisão, a SAD diz que motorista, veneradíssimo Presidente e sua advogada não deram, mais uma vez, por nada. E a PSP do Porto já desmentiu que tivesse existido qualquer desobediência à autoridade. Nem sei de onde raio terá surgindo tão surreal ideia. Quanto muito, o agente em causa terá, ao apitar, desobedecido à autoridade do seu único e legitimo presidente. Espero que seja devidamente castigado.

Dirá o leitor mais sensível que se fosse ele a conduzir, abalroasse um pobre pedestre e, apesar do aviso policial, seguisse o seu caminho teria sido parado de outra forma e responderia por isso. É verdade. Mas o meu caro leitor não é Pinto da Costa. É apenas um cidadão. Não está, por isso, acima de todas as leis
( Daniel Oliveira)

2 comentários:

  1. POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
    http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

    ResponderEliminar
  2. Rainha, ainda não tinha enviado nenhum comentário?
    Mas aqui vai!

    O post é muito bom. Só que, com a devida vénia, está ao contrário.

    Não foi o caro e o motorista do PC que atropelou o fotógrafo!
    Queria, Rainha?!

    Em Portugal e naquela pequeníssima Palermo das Antas as coisas não são assim!

    Não, não!
    Foi o (desgraçado) do fotógrafo que atropelou o carro, o motorista, a advogada, o capanga e PC!
    Por que é que esse fotógrafo não escavou rapidamente um buraco na parece do lado e se enfiou lá dentro?!
    Quem lhe mandou ficar à espera no passeio para peões?!

    Para a próxima, não seja burro, dirá a PSP do Porto, dirão os magistrados da investigação, os juízes da causa, O ilustríssimo(!) Conselho Superior de Magistratura, todos os sindicatos e associações sindicais dos mesmos, o Presidente da República, o primeiro Ministro e Ministros (em especial o da Justiça), os deputados da AR, com o seu presidente (dito Benfiquista) à cabeça a dar a bênção.

    E, por fim, dirá a ERC e o Sindicato dos jornalistas!

    Asno, asno, asno, foste tu, fotógrafo que te pões a atropelar carros com comitivas daquelas!
    Parece, porém, que já tiveste um hiato nessa tua burrice!
    Não queres apresentar queixa!

    Fazes bem, fotógrafo!
    Ainda eras tu que ias malhar com os ossos atrás das grades!

    Um beijinho, Rainha

    ResponderEliminar

Se vens aqui com a intenção de me ofender dá meia volta ao cavalo e vaza

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...