A MUSICA QUE NOS ENCHE O CORAÇÃO

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

PALAVRAS PARA QUÊ É O NOSSO MENINO DE OURO


Defesa-central brasileiro tem um presente especial para os benfiquistas, mas o título de campeão ainda não está em 'stock'. Feliz como nunca, fala também do seu Natal 'português' no Brasil

«Desejo a todos os benfiquistas que passem o seu Natal da melhor maneira possível, que passem o seu Natal junto da família e dos amigos, com muita paz e amor, unidos e felizes. Tenho uma prenda para vocês, mas só posso oferecê-la lá para Maio, no fim do campeonato, o título! Espero que não se importem de esperar...» A mensagem é do brasileiro David Luiz, um dos preferidos dos adeptos encarnados, mas também um jogador casado com o Benfica, por quem sente um «grande amor».

«Eu amo esse clube», reafirmou o jogador, que muito deve ao Benfica. «Foi um presente de Deus. Fez-me ainda mais feliz do que eu já era e deu-me coisas muito boas», justifica. Uma delas, a possibilidade de comprar e oferecer uma casa aos pais, o senhor Lau e a dona Regina, que fez 48 anos anteontem.

Junto da família em juiz de fora

David Luiz está, por estes dias, em Juiz de Fora, Estado de Minas Gerais, mas ainda assim mais perto do Rio de Janeiro do que de Belo Horizonte, a capital do estado.«É, vou passar a noite de Natal com toda a minha família, a minha mãe, que fez anos, o meu pai, a minha irmã, Isabelle, a minha avó, tios, tias. Um Natal parecido assim com o português, jantamos e abrimos prendas. Muito legal. E como toda a gente é muito religiosa, vamos à igreja também», explicou ainda o futebolista brasileiro, que regressa a Lisboa no dia 29 deste mês, apesar de quem o tivesse encontrado no Aeroporto de Lisboa, na noite de segunda-feira passada, até poder ficar a pensar o contrário.«Já comprei todos os presentes, levo tantas malas que até parece que não volto mais!», conta, divertido, o jogador, não finalizando sem falar da sua própria prenda: «A minha é a mais especial, a possibilidade de poder passar o Natal com os meus pais.»

A boa acção da noite do clássico
Como manda a tradição, só ganha prendas natalícias quem se portar muito bem durante o ano. David Luiz, aos 22 anos, sabe muito bem que o Pai Natal não existe, mas nem por isso deixa de procurar as boas acções.E na noite do clássico fez uma: «No final do jogo, um cara brasileiro entrou no relvado e quando os seguranças e os policiais já estavam a preparar-se para o agarrar, eu fui lá e salvei-o das mãos deles. Tinha a bandeira do Brasil e acabei dando a minha camisola para ele».

«Prometo aos adeptos que não saio do Benfica sem ser campeão!»David Luiz sente que está no clube da sua vida e até admite terminar a carreira na Luz Diz que o triunfo no clássico vai ficar na memória dos adeptos por muito tempo - «Foi bonito», diz

Os caracóis são imagem de marca, a forma de estar em campo também e é já um dos preferidos da família encarnada. David Luiz converteu-se ao Benfica e começa precisamente por aí a sua entrevista a A BOLA. «Cada vez mais amo o Benfica e sinto que é o clube da minha vida. Foi um presente de Deus.

Quando cheguei não me passava pela cabeça que fosse assim. Pensava apenas que era mais um bom clube europeu para se jogar. Estava muito longe de imaginar que era isto, o Benfica é uma vida. É impossível descrever, é só sair na rua e sentir a paixão das pessoas, olhar para o lado e pensar que naquela multidão a maioria sente o mesmo amor que nós», explica, como lhe é possível, o jogador, que não tem qualquer problema em abordar, numa altura em que se fala insistentemente do Real Madrid, uma eventual saída da Luz.

E se fala do assunto com tamanha abertura é porque não tem complexos ou coisas a esconder. «O meu futuro não está nas mãos de um homem, está nas mãos de Deus. Ele é que vai guiar o meu caminho e tem um caminho definido para mim. Nem sei se algum dia sairei do Benfica e por vezes até me passa pela carreira acabar a minha carreira aqui, pois sinto o maior orgulho do mundo em vestir esta camisola. É o clube da minha vida», afirma, sem mudar de canal: «Se tiver de deixar o Benfica será uma decisão de Deus e não minha.

«Mas quero sublinhar que não tenho pressa alguma em sair do Benfica e nem sei se isso irá alguma vez acontecer. É algo em que não penso. Mas se isso vier a suceder quero fazê-lo de consciência tranquila. Prometo aos adeptos que não saio do Benfica sem ser campeão nacional.»vitória no clássico ao jantar David Luiz diz que «ambiente no balneário é o máximo». E nada melhor que festejar em conjunto o triunfo no clássico, pelo que a maioria dos jogadores do Benfica jantaram juntos em Lisboa após o encontro com o FC Porto.

Já passaram alguns dias, mas a adrenalina ainda está presente. «Este tempo após o clássico tem sido muito bom, sentimo-nos muito felizes, conseguimos a vitória e o objectivo principal, que era assegurar os três pontos. Mas não vale mais do que isso e por isso eu digo que é preciso manter a humildade e os pés bem assentes no chão. Mas ainda em Lisboa deu para perceber como foi bonito aquilo que fizemos. As pessoas, aquelas que me reconheciam, sempre deixando palavras simpáticas e felicitações.

Esse é o lado bonito do futebol, se fosse ao contrário as coisas seriam bem diferentes.Mas é importante dizer que ainda nada ganhámos, falta muito campeonato. O que mais sonho é ganhá-lo, é o grande objectivo para este ano e todo o grupo está concentrado nisso», sublinha o central brasileiro, que agora, a frio, está bem consciente daquilo que representa para os benfiquistas: «Fomos uma equipa muito inteligente, fizemos um grande jogo, com aquelas condições. Tenho a certeza de que esta vitória sobre o FC Porto vai ficar muito tempo na memória dos adeptos, pela forma como vibraram, pelo tempo... Foi um jogo quente no frio.»

«Tive gripe B, de Benfica»
O defesa brasileiro, habitual companheiro de Luisão no eixo recuado, esteve em dúvida praticamente até ao último dia, devido a uma gripe. Temeu-se que fosse a famosa A, mas, afinal, era outra coisa...«Não tive gripe A, se assim fosse não poderia jogar, tive, isso sim, gripe B, de Benfica. Quando entrei em campo, tudo passou, assim que vi aquele estádio cheio, aquele ambiente...», explica o jogador, que não terminaria sem dedicar uma palavra à Liga Europa, prova em que considera que a equipa tem estado fantástica: «É mais um dos nossos sonhos, mas é também um objectivo sério. Temos um grupo muito bom e obviamente vamos dar o máximo para ganhar essa prova.»

«Já vi crianças na bancada com perucas iguais à minha»
A fama está no cabelo, mas David Luiz diz que a sua verdadeira imagem de marca é a alegria
Não é a fama que vem de longe, mas antes a fama que se vê ao longe. Eis aquilo que apetece dizer sobre David Luiz e, mais propriamente, o penteado, a cabeleira farta que se tornou, como o próprio já disse, «uma imagem de marca» e que até intitula de «peruca», mas que continua a dar muito que falar, para orgulho do jogador. «Já vi miúdos nas bancadas com perucas iguais à minha.Mas a minha verdadeira imagem de marca, mas isso apenas para quem me conhece bem, é a alegria. Mas gosto de saber que o meu cabelo está a dar que falar, todo o mundo conversando sobre isso... Não tem problema, não», sublinha o brasileiro.

«Já não sou um garoto subnutrido da Bahia»
David Luiz ganhou 10 quilos de massa muscular em três anos de Benfica
Longe vão os tempos de sofrimento e angústia, de ausência dos relvados, por causa de uma lesão perigosa até mesmo para a continuidade da carreira, uma fractura do quinto metatarso do pé direito. Hoje em dia, David Luiz transpira saúde, mas não esquece esses tempos. Assim como não esquece o trabalho invisível, aquele que se faz longe dos olhares de adeptos e jornalistas e que tão bons resultados transmite: «Hoje em dia não sou mais aquele garoto subnutrido da Bahia. Ganhei 10 quilos de massa muscular e isso tem-se revelado muito importante para o meu crescimento como jogador.»

«Urreta não me surpreendeu»
Sem qualquer minuto realizado em jogos oficiais pelo Benfica na presente temporada, Jonathan Urretavizcaya, ou Urreta, simplesmente, para os adeptos, saltou da penumbra para debaixo dos focos do grande clássico com a oportunidade que Jorge Jesus lhe reservou de ser titular. Surpresa? Não para os companheiros, como explica David Luiz, que admite que o jovem de 19 anos foi acarinhado antes do encontro: «É, falámos com ele, mas sempre acreditámos que ia estar bem, pois é um bom jogador.Quem o conhece, que o vê a treinar-se, sabe que ele está sempre preparado para jogar e ele tem feito uns treinos muito bons. Provou todo o seu valor e não me surpreendeu, pois sei o que ele vale e revela mais uma vez que o nosso grupo é forte.»

«Se não jogasse como jogo nem estaria no Benfica»
Aceita que lhe digam que é irreverente, aceita que lhe digam que joga forte, mas não aceita que lhe digam que joga com dureza. Muito se tem dito a respeito da forma como o defesa-central se apresenta, ele que é portador de um físico invejável para um jogador da sua posição. «Estamos sempre a aprender, a cada jogo, a cada treino e sabemos fazer autocrítica. E sabia que iam fazer história comigo nesse jogo.

Muitos não queriam que eu jogasse o clássico. Mas eu não sou um jogador violento, nunca agredi nem dei pontapé em alguém. Respeito os adversários e nunca fui maldoso. Mas jogo sempre muito concentrado, se não fosse assim estaria no banco ou nem sequer estaria no Benfica.»

«Em miúdo joguei muitos 'vídeo-games' com Aimar e Saviola»
A possibilidade de jogar com estrelas que há muitos anos não passavam de jogadores virtuaisCom apenas 22 anos, David Luiz olha para Saviola e Aimar, duas estrelas que dispensam apresentações internacionalmente, com respeito e admiração. Hoje, convive com ambos no balneário e no campo, mas tempos houve em que sóos conhecia... da Playstation.«Quando era miúdo joguei muitos vídeo-games com eles. Hoje em dia é um orgulho poder jogar a seu lado e sinto muito carinho pelos dois. São, em primeiro lugar, pessoas muito humildes que já têm imensas experiências e conquistas. Passaram por grandes clubes e no caso de Saviola esteve nos dois maiores clubes de Espanha. E têm títulos. Ao lado deles é muito fácil aprender e eu já aprendi muito com eles. Agradeço o privilégio de poder jogar na mesma equipa que Pablo Aimar e Saviola.»

Fonte: A Bola (24 de Dezembro de 2009
..
SOU DO BENFICA E ISSO ME ENVAIDECE!!!
..

2 comentários:

  1. O nosso menino de ouro é um benfiquista de primeira e um grande jogador.
    Mas!!! temos outro hoje a dizer o mesmo e com o mesmo amor, o grande Di Maria
    O BENFICA gera estas paixões .
    Parabens David Luiz e....obrigado

    ResponderEliminar
  2. Um ENORME jogador que SENTE a camisola do Glorioso como uma prenda de DEUS.

    O meu aplauso para David Luís
    .

    ResponderEliminar

Se vens aqui com a intenção de me ofender dá meia volta ao cavalo e vaza

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...